LOCAL E SERVIÇOS CONVENIADOS

 

Nossa Cidade

A história de Poços de Caldas começou a ser escrita a partir da descoberta de suas primeiras fontes e nascentes, no século 18. As águas raras e com poder de cura foram responsáveis pela prosperidade da cidade quando as terras começaram a ser ocupadas por ex-garimpeiros, que passaram a se dedicar à criação de gado.

Na época, 1818, a região pertencia ao capitão José Bernardes Junqueira. Quando o senador Joaquim Floriano Godoy declarou de utilidade pública os terrenos junto aos poços de água sulfurosa, determinou também a desapropriação do local. O próprio capitão se encarregou de doar 96 hectares e suas terras para a fundação da cidade. O ato foi assinado no dia 6 de novembro de 1872, data em que se comemora o aniversário de Poços de Caldas.

Em outubro de 1886, Poços recebeu o Imperador Dom Pedro 2º. Ele veio acompanhado da Imperatriz Tereza Cristina, para a inauguração de um ramal da Estrada de Ferro Mogiana. Três anos depois, a cidade foi desmembrada do distrito de Caldas e elevada à categoria de vila e município. Seu nome tem relação com a história da família real portuguesa. Na época em que foram descobertos os poços de água sulfurosa e térmica, a cidade de Caldas da Rainha, em Portugal, já era uma importante terma utilizada para tratamentos e muito frequentada pela família real. Caldas da Rainha possui o mais antigo hospital termal em funcionamento no mundo, desde o século 16. Como as fontes eram poços utilizados por animais, veio o nome Poços de Caldas.

Em 1931, foram construídas as Thermas Antônio Carlos, um dos mais belos prédios da cidade. O balneário passou a oferecer uma série de serviços e tratamentos corporais a partir do uso da água termal, até então inexistentes no Brasil.

Espaço Cultural da Urca

Local

O antigo Cassino da Urca foi inaugurado em 31 de Dezembro de 1942. Construído em apenas 6 meses, o casino teve vida curta, pois a proibição dessa atividade deu-se em 1946. O prédio já recebeu diversos espetáculos de gabarito internacional. Na década de 60, o local abrigou a primeira faculdade de Poços de Caldas. Na década de 70 tornou-se Centro Administrativo Municipal. Na década de 80, transformou-se em Espaço Cultural, abrigando exposições, congressos e apresentações artísticas. A Urca é tombada pelo Patrimônio Histórico de Poços de Caldas e conta com dois salões grandes e dois salões menores, onde acontece simultaneamente a Feira Nacional do Livro e o Festival Literário - Flipoços. O Espaço Cultural da Urca conta com um amplo Teatro, chamado Benigno Gaiga onde acontecem as principais atividades e palestras do Flipoços.

Aprecie o belíssimo Espaço Cultural da Urca cercado pela Praça do Relógio Floral, Praça do Museu e os lindos Jardins do Parque José Afonso Junqueira, além da exuberância do Palace Hotel e Thermas Antonio Carlos que juntos formam o maravilhoso complexo arquitetônico e histórico de Poços de Caldas.


Teatro Benigno Gaiga

Este teatro foi restaurado em 2016 e recebeu todos os itens de segurança necessários. Mesmo assim, sua beleza se mantém e nele é onde acontecem alguns dos principais encontros com os autores e convidados do Flipoços. O Teatro acomoda com tranquilidade 500 pessoas, entre plateia e galerias. Ele é usado para diversas atividades que acolhem um grande público. Assim, desde palestras master, mesas redondas até atividades e peças de teatro, por exemplo, o Teatro da Urca é o local ideal nesses casos, para nossos visitantes.



HOTEIS E RESTAURANTES CONVENIADOS